House Church


Ecos da Vida e a Lei da Semeadura

16-09-2012 23:52

Estava lembrando uma ilustração que narra à história de um menino que juntamente com seu pai caminhavam entre as montanhas.

Foi quando durante a caminhada o menino tropeça e cai. Quando o menino cai ele grita:

- Aai!!

Quase que imediatamente ele ouve uma voz de algum lugar entre as montanhas:

- Aai!!

Assustado e curioso e diz: - Quem é você? E tem como resposta: Quem é você?

Muito intrigado o menino grita: - Apareça seu covarde! O menino escuta: - Apareça seu covarde!

Sem saber o que esta acontecendo o menino olha para o pai e pergunta: Papai o que é isso? O pai dá um sorriso e responde: - Preste atenção, meu filho.

Foi quando o pai também gritou em direção das montanhas: Eu admiro você!

E logo ouvem a voz: Eu admiro você. O pai grita outra vez: Você é um vencedor!

A voz responde: Você é um vencedor.

Neste momento o menino observava sem entender o que estava acontecendo.

Foi quando o seu pai começou a explicar usando uma metáfora:

- O que você ouviu, as pessoas chamam de Eco, mas na verdade isso é a vida.

- Ela nos dá de volta tudo o que dissermos ou fizermos.

- Nossa vida é o reflexo de nossas decisões e ações.

Essa ilustração retrata muito bem a realidade de nossas vidas e me leva a pensar nas palavras do Apóstolo Paulo aos Gálatas (Gálatas 6:1-9) que trata de um princípio relacionado com a semeadura. Usando essa figura o Apostolo Paulo ilustra que tudo o que realizamos teremos uma resposta dada pela própria vida. É por isso que ele diz: “ Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna.”

Se quisermos mais amor no mundo, devemos ter mais amor em nossos corações.

Se quisermos mais tolerância das pessoas, devermos ser mais tolerantes.

Se quisermos ver mais alegria no mundo, então, devermos ser mais alegres.

Se quisermos mais carinho de quem amamos, devemos dar mais carinho a quem amamos.

A lei da semeadura nos leva a refletir sobre o que estamos plantando e seus resultados.

A Palavra de Deus nos orienta que aquele que semeia na própria carne colherá corrupção (destruição, aquilo que perece); mas aquele que semeia para o Espírito do Espírito colherá para vida eterna (aquilo que é eterno).

Que os ecos de nossos gritos dados pelas montanhas da vida sejam respostas de uma semeadura que aponte para vida que Deus quer que tenhamos.

 

Pr Rubens Terra

—————

Voltar