House Church


Com que autoridade?

30-12-2011 17:14

Vivemos numa sociedade que desafia a nossa fé a todo o momento.

A cada segundo somos confrontados a darmos testemunho de que realmente estivemos com Cristo, tal qual como seus discípulos foram reconhecidos de que haviam estado com ele (At 4:13).

A pergunta: “ Com que autoridade?” ecoa pelos tempos como uma cobrança da credibilidade do Cristão e nos desafia a falar de nossa fé.

Os Evangelhos nos mostram que diante dos Milagres e Maravilhas que Jesus Cristo operava ele foi confrontado sobre a questão: “Com que autoridade?”.

Exemplo disso está narrado no Evangelho de Marcos, capítulo 11, onde ao purificar o templo Jesus tocou na ferida, ou melhor no bolso, dos líderes Judeus que tinham transformado o templo num “covil de ladrões” (Mc 11:17). Diante da fúria e indignação desses religiosos a questão da autoridade entra em cena: “De onde vem a sua autoridade? Quem pensa que você é?

Os Apóstolos no início na igreja, também tiveram que prestar contas aos religiosos da época sobre com que autoridade realizavam milagres.

Se Jesus Cristo e os Apóstolos foram confrontados, da mesma forma ainda hoje o sistema religioso exige saber com que autoridade falamos.

É por isso que todo discípulo de Cristo deve estar pronto para esse enfrentamento..

Tenho vivido essa experiência onde seguidamente alguém me confrontam sobre aquilo que falo e escrevo, dizendo assim: Quem é você para falar isso?, Com que autoridade?, ou simplesmente de forma até irônica COMUNIDADE ICHTUS??? (quem são vocês?).

Nossa identidade é: Somos aqueles que caminham e vivem um vida com Cristo”.

É simplesmente por estar em Cristo que temos autoridade para falar em seu nome. É essa autoridade que me dá intrepidez e ousadia de pregar quase que todos os dias da semana, de romper qualquer sistema que aprisione a proclamação do Evangelho e de testemunhar a Cristo pela própria vida. Louvo a Deus por me dar essa autoridade e por chegar ao mês de dezembro de 2011 com 258 pregações ministradas e mais de 20.000 Km rodados somente em Brasília e entorno e poder dizer: “fiz muito pouco para Deus”.

Enquanto isso a deixo a pergunta - “Com que autoridade?” - sem resposta, crendo que um dia diante do Deus todo poderoso saberemos claramente a resposta sobre essa questão. Quem sabe a resposta seja dada na forma de: Servo bom e fiel para alguns ou simplesmente Servo Inútil para outros.

Que o Senhor Jesus tenha misericórdia de nossas vidas.

 

Pr Rubens Fernando C. Terra

—————

Voltar